|| Resenha || Um Amor Para Toda Vida

8 de março de 2016


Título: Um Amor Para Toda Vida
Gênero: Romance
Autor: Érica Christieh
Formato: Ebook
Avaliação: 

Sinopse: Alicia é uma jovem jornalista que recebe uma grande oportunidade de emprego em outro país, para trabalhar em um jornal escrevendo colunas semanais sobre religião. Nessa mudança de vida ela conhece Miguel, cantor de uma famosa banda e ateu. Quando Miguel conta a ela que é um ateu, Alicia lhe propõe um desafio de que em apenas uma semana ela o fará acreditar em Deus. A partir dai Miguel ver sua vida mudar completamente vendo que tudo o que ele acreditava não estava tão certo assim. Um romance entre dois jovens de mundos diferentes. Uma história cheia de conflitos e decisões difíceis de serem tomadas. Um amor que vale apena ser sentido por toda a vida. Você vai se apaixonar.

Comentando...

Hoje temos uma resenha da nossa parceira Érica Christieh. Uma bela leitura para quem é cristão - e não cristão - conhecer mais a Deus e de quebra se emocionar com um bom romance.

Depois de uma proposta irrecusável de emprego, Alicia muda-se para o México para realizar o sonho de trabalhar em um grande jornal. Emprego novo, vida nova, amigos novos... nada a deixava assustada, só a imensa saudade que sentiria de seu país e familiares.

Miguel, o vocalista de uma banda renomada em seu país e ateu por sua própria escolha, nem imagina que ao conhecer Alicia por acaso, sua vida fosse mudar tão profundamente.

Depois de um encontro nada convencional, se tornaram amigos e Alicia sentiu a necessidade de desafiá-lo a mudar: de um ateu convicto, para um cristão apaixonado por Jesus. E nesse processo é claro que eles se apaixonam. O romance que vemos é tão sutíl e lento, que você acaba entendendo que o amor que o título se refere não é entre um homem e uma mulher, mas sim o amor de Deus que foi sendo descoberto aos poucos por Miguel. Amor que levará por toda a vida.

Mas existem conflitos que atrapalham bastante o caminho dos dois. Alicia enfrenta a fúria de Helen, que além de ser sua editora-chefe no jornal, é ex-namorada de Miguel. Ela transforma a vida de Alicia num martírio e Miguel, na busca de tentar vencer o desafio, tem que enfrentar seus amigos de banda, além dos conflitos interiores para tentar entender esse Deus que ele acha que não existe.

Para você que gosta de livros com tema religioso, eu recomendo, pois a autora em nenhum momento especifica uma religião, e se você ainda não se convenceu em ler, aí vai um recado da escritora:

“Esse livro me ensinou muito sobre mim mesma, sobre o que eu acredito e sobre o que eu não acreditava. O projeto de escrita desse livro demorou cerca de um ano para ser concluído, porque eu não queria que a história de amor da Alicia e do Miguel fosse apenas uma coisa apelativa (Nas questões do ateísmo e cristianismo). Eu queria tocar as pessoas com aquilo, fazê-las refletir não só espiritualmente, mas filosoficamente, teologicamente e cientificamente. Seria muito fácil eu escrever apenas, Deus existe e pronto, mas eu queria que a Alicia provasse isso de uma forma inteligente. Eu acredito que esse livro me aproximou mais de Deus nas questões do relacionamento. De fato eu fui instrumentos nas mãos dele para alcançar outras pessoas. Por isso esse livro é tão importante para mim.”
Érica Christieh em entrevista ao blog Léo Otaciano

:::::Quote Favorito:::::



Nenhum comentário

Postar um comentário