|| Resenha || Três Verões

19 de maio de 2016

Título: Três Verões
Gênero: Romance
Autor: Fê Friederick Jhones
Editora: Publicação Independente
Formato: Ebook
Onde Comprar: Amazon
Avaliação: 
Sinopse: Letícia e Diogo são primos, mas isso não os impede de se apaixonarem. Durante três verões eles conseguem viver essa paixão escondidos, mas são descobertos, a pressão familiar e uma mistura de sentimentos os separam. Doze anos depois a família volta a ser o motivo para seus caminhos se cruzarem. Diogo está noivo e Letícia passa por problemas emocionais graves, resta saber se o primeiro amor reacenderá ou se tudo não passou de uma paixão de verão.




Comentando...

Quem leu a postagem que eu fiz sobre as primeiras impressões desse romance sabe o quanto eu fiquei apaixonada por ele. Como só tinha lido os primeiros cinco capítulos, não tinha como eu passar uma coisa mais concreta naquele momento, só uma tremenda euforia pelo cheiro de um romance muito bom. Agora, eu tenho um pouco mais de margem para falar sobre ele, e posso dizer que é impressionante.

Já nas primeiras páginas fiquei admirada com a delicadeza dessa estória que é linda em sua essência e forte no seu desenrolar.

Como já tinha explicado no outro post, conta a história de um casal de primos que cresceram juntos e acabaram se apaixonando no decorrer dos anos. Mas que infelizmente se separaram pelas circunstancias da vida. Não vou me estender em explicar os pormenores, porque sinceramente, você tem que ler pra entender o quanto essa narrativa é tocante. A graciosidade com que o enredo se desenrola, faz com que você leia sem cansar, e espere ansiosamente pelas próximas emoções.

TRÊS VERÕES
é um romance cheio de sentimento. Uma exaltação ao amor, à fé, ao companheirismo e à superação, que te faz refletir sobre a real importância das coisas, e o verdadeiro sentido de amar.

Não é segredo que existe uma passagem de tempo de 12 anos, o que tornou tudo muito mais interessante. Quando eu vi que a passagem era deste tamanho, confesso que temi. Já li romances que perderam um pouco do encanto e envolvimento das personagens pelo simples passar do tempo, mas a Fê foi fiel a todo sentimento que rondou a primeira fase do livro. E sinceramente: ficou ainda melhor.

Na primeira parte vemos um romance bem adolescente, com toda a euforia do primeiro amor e toda aquela coisa do “proibido”. Já na segunda... Vemos algo mais substancial e maduro, onde muita coisa está em jogo e muitos traumas precisam ser superados. E é aí que a magia acontece.

É tão lindo acompanhar o passo a passo deste casal, que precisa enfrentar dores, perdas e tomar decisões de imediato, porque não tem mais tempo a perder. Fazia muito tempo que eu não sentia um friozinho na barriga por ler algo. E eu senti com esta estória, e vibrei por isso.

Tomei vários sustos desesperadores. Fiquei aflita e sofri juntinho com Letícia e Diogo. Chorei, chorei e chorei, com cada conquista deste casal. Aprendi muitas coisas também, principalmente sobre fé.

Esse livro é um alento aos corações, porque não é só um romance, é uma dica, um conselho, uma ideia de como sua vida pode mudar apenas com as escolhas que você faz.

Como eu já tinha falado antes: leia. E se puder, releia e releia e releia

É o tipo de obra inesquecível, e que eu tenho a mais absoluta certeza que vai entrar na sua lista de favoritos.

:::::Quote Favorito:::::






Nenhum comentário

Postar um comentário