II Resenha II O Muro

19 de abril de 2017


Título: O Muro
Gênero: HQs
Autor: Fraipont & Bailly
Editora: Nemo
Formato: E-Book/Físico
Avaliação:  
Sinopse: O Muro é uma história poética, forte e pungente, desfiada por um desenho frio como o toque de um bisturi, que arrasta o leitor pelos caminhos obscuros de uma adolescência problemática ao som do punk rock. Estamos em 1988. Numa monótona cidadezinha do interior belga, Rosie, uma menina de 13 anos, se vê entregue à própria sorte: sua mãe fugiu com outro homem numa aventura amorosa, e seu pai vive mergulhado no trabalho. Roída por uma rotina morna e vazia, Rosie fica completamente desorientada. Assiste, impotente, à transformação de sua personalidade, ora apavorada, ora determinada, diante da melancolia que a invade e traça os contornos de sua nova vida.
Comentando...
Em O Muro, vamos conhecer a história de Rosie, uma menina que tem apenas 13 anos e vive em uma cidade no interior da Bélgica. A história de Rosie é abordada pelo seu cotidiano, sua vida, e sues descobertas. Nos próprios traços da HQ conseguimos sentir as suas tristezas e angústias.




"Deixada" por sua mãe que fugiu com outro homem atrás de uma aventura amorosa, ela tem uma vazia presença do pai que vive trabalhando, e uma amiga que ser torna não tão amiga assim.

Ela encontra na bebida e no cigarro um forma de se desligar e se esconder do que tanto a afeta e amedronta.

E no Muro, local onde sempre vai para beber e pensar, conhece o cara ao qual vai viver sua primeira relação amorosa ao som de muito punk rock. Nesse novo caminho, Rosie terá novas experiências e novas questões que terá que aprender a lidar.





O Muro aborda temas que precisam ser falados e discutidos. A adolescência é uma fase difícil, de muitas transformações, mudanças, e descobertas.

A história se passa nos anos 80, e é um misto de tristeza e coragem. A edição é linda, e os traços expressam muito tudo que Rosie está sentindo. Vale a pena conhecer.



               Resenha de 




:::::Quote Favorito:::::


    

Nenhum comentário

Postar um comentário