II Resenha II A Baronesa Descalça

29 de março de 2018
Título: A Baronesa Descalça
Gênero: Romance de Época
Autor: Chiara Ciodarot
Editora: Publicação Independente
Formato: Ebook
Onde Comprar: Amazon
Avaliação: 
Sinopse: Vale do Paraíba, 1872. Saraus, bailes, rapazes, cavalgar e defender a abolição da escravatura, são estes os gostos da bela Amaia. Mas tudo parece perder sentido quando seus pais morrem e deixam nas suas mãos uma fazenda de café e um testamento que a impede de alforriar os escravos. Sem saber como administrar uma fazenda e se afundando em dívidas, ela encontra apenas uma solução: se casar. Todo e qualquer solteiro ou viúvo se torna um pretendente em potencial. Ou quase todo. Eduardo Montenegro não é pretendente para moça de família. Fundador do Clube dos Devassos, o misterioso Montenegro não pretende se casar, mas isso não o impede tentar levar Amaia para cama. Enquanto tenta manter a sua integridade física e emocional, Amaia arruma um pretendente inesperado. Será que ela vai conseguir levar adiante o seu plano de salvar a fazenda e os escravos, ou será que a sua atração por Montenegro será maior? O famoso devasso acabará seduzido pelos encantos da charmosa abolicionista e a pedirá em casamento antes que ela se case com outro?

A Baronesa Descalça é o primeiro livro da Coleção O Clube dos Devassos. Um clube que guarda muitos segredos e que tem como principal razão de existência o desejo de por fim a escravidão no Brasil Império. São homens a frente do seu próprio tempo, dando uma lição importante sobre igualdade, respeito e liberdade
.
Comentando...

Chiara Ciadarot é uma escritora nacional que ainda não conhecia. Ela mesma me disponibilizou o livro e fiquei muito surpresa e feliz em conhecer mais uma autora brasileira que tem um grande talento.

Amo romances de época e históricos e esse aqui me encantou logo nas primeiras páginas. Tudo porque a trama acontece no Brasil em 1872. Nessa época quem mandava por aqui eram os Donos de grandes fazendas, pois comandavam com rigor os muitos escravos que tinham.

Nesse período muitos abolicionistas surgiram e lutavam ainda às escondidas pela libertação dos escravos e queriam por fim na compra e venda desse tipo de mão de obra que era usada em todas as grandes fazendas pelos seus poderosos donos.

Mesmo sendo mulher, Amaia se vê numa situação que tem que tomar as rédeas e assumir a administração de sua fazenda, mas não será fácil conseguir o respeito entre os fazendeiros da região e até mesmo de seus empregados. Amaia irá sofrer bastante, mas mesmo sem o apoio de sua irmã que não aprova suas atitudes, ela não desistirá e terá sua melhor amiga Caetana ao seu lado.

E no período mais conturbado da sua vida eis que Amaia conhece Montenegro vulgo “canalha”. Um homem com seus segredos, mas com atitudes fortes.

“ - Uma relação, pra mim, não se trata de paixão, nem de sentimentos. Procuro interesses em comum, objetivos que se cruzam, e, claro muita diversão.
- Hah, se o senhor espera que toda esposa possa ser divertida, o  senhor vai passar a vida procurando uma mulher para se casar...
- Tolinha, não quero trocar palavras com uma mulher...E saiba eu nunca me casarei.

Vamos junto com Amaia conhecendo Montenegro aos poucos e isso é delicioso, pois ficamos na duvida se ele é o vilão ou o mocinho da história em boa parte do livro. Mas acabam se tornando um belo casal, pena que os dois demoram tanto pra entender isso, aff!!!!

Amei e recomendo e digo que a literatura nacional está só ficando a cada dia mais rica em talentos como Chiara, parabéns!



Nenhum comentário

Postar um comentário